Postagens de abril, 2013


IV Encontro Internacional de Contrabaixistas – Milton Romay Masciadri
IV EIC – MRM – 2013
www.ufrgs.br/iveic-mrm

RECITAL DE ENCERRAMENTO

04 de Maio de 2013
Sábado, 20:00h

Auditorium Tasso Corrêa Instituto de Artes da UFRGS
Rua Senhor dos Passos, 248 – Centro POA/RS – BRASIL

O recital será público e gratuito

PROGRAMA

J. C. Bach (1735 – 1782)
Concerto em Sol menor
Allegro
Adagio
Allegro

Thomas Oboe Lee (1945 – )
Toccata
Estreia Mundial

Manning Sherman (1902-1974)
Arranjo de Don Thompson (1940)
A Nightingale Sang in Berkeley Square
Estreia Mundial

R. Schumann (1810 – 1856)
Adagio e Allegro

Joel Quarrington – Contrabaixo
Ney Fialkow – Piano

SOBRE OS MÚSICOS

JOEL QUARRINGTON
Considerando o recital de estréia de Joel Quarrington para a International Society of Bassists-ISB (Sociedade Internacional de Baixistas) na convenção em Oklahoma City em junho de 2007, a revista Britânica Double Bassist, comenta: “o seu desempenho foi fascinante – sua marca registrada do estilo bel canto trouxe uma qualidade transcendental para Elegy em Ré de Bottesini… articulação impecável, uma rica paleta de tons, um controle absoluto, e uma clareza cristalina.” Comentários como este têm confirmado sua reputação como um dos mais importantes contrabaixistas da atualidade, e de fato em maio de 2011 Joel foi homenageado pela ISB com o prêmio “Special Recognition Award for Solo Performance.”Nascido em Toronto, Joel Quarrington iniciou os seus estudos formais de contrabaixo quando tinha treze anos. Estudos posteriores o levaram para a Itália e Áustria. Além de desfrutar de uma carreira equilibrada cheia de ensino, música de câmara, bem como todas as suas atividades de solista por mais de trinta anos, Joel tem trabalhado como o Chefe de Naipe dos contrabaixos na Canadian Opera Company, na Toronto Symphony Orchestra e na National Arts Centre Orchestra em Ottawa. Desde Novembro de 2009 ele tem tido a honra de liderar a seção dos contrabaixos da grande London Symphony Orchestra, e tem sido Chefe de Naipe convidado em concertos com seus principais regentes como, Colin Davis, Michael Tilson-Thomas, Daniel Harding e Valery Gergiev. Joel fez várias gravações solo e sua mais recente, “Garden Scene,” prevaleceu sobre todas as versões de clássicos no Canadá para ganhar o Juno Award 2010 de Melhor Gravação Clássica em abril de 2010. Disponível pela Analekta, inclui músicas de Korngold, Gliere, Weinberg, J.C. Bach, e Bottesini. Ele toca em um contrabaixo italiano feito em 1630 pelo mestre italiano, Paolo Santo Maggini , Joel é um defensor entusiasta da prática histórica de afinação do contrabaixo em quintas (CGDA, uma oitava abaixo do que o violoncelo) ao invés da habitual afinação em quartas. Ele acredita que a afinação em quintas leva a um desempenho mais claro e mais preciso em todas as regiões do contrabaixo, bem como maior riqueza tonal.

NEY FIALKOW
Pianista gaúcho, natural de São Leopoldo, iniciou seus estudos de piano aos 6 anos de idade com Anita de Negri e Telmo Locatelli, realizando seu primeiro recital aos 10 anos de idade sob a orientação de Zuleika Rosa Guedes. Premiado em diversos concursos, destacando-se o cobiçado título de melhor pianista do VII Prêmio Eldorado de Música em São Paulo. Obteve o título de Doutor em Música pelo Peabody Conservatory da Johns Hopkins University, em Baltimore, onde foi assistente da célebre pianista Ann Schein, discípula de Artur Rubinstein. Nesta instituição foi agraciado com o premio Frances Turner por destaque em performance de piano. Cursou Mestrado em Piano com distinção no New England Conservatory Boston, com Patricia Zander. De volta ao Brasil tem conciliado movimentada carreira de solista e camerista com a atividade de professor do Instituto de Artes da UFRGS. Tem atuado em recitais com instrumentistas de renome nacional e internacional tais como, o violinista Cármelo de los Santos, o violoncelista Antonio del Claro, o violista Csaba Erdely (Hungria). Convidado freqüente como jurado de importantes concursos de piano no país e para ministrar cursos de interpretação pianística em diversos festivais de Música, apresentou uma série de recitais e masterclasses na França a convite de diversos Conservatórios de Música daquele país. Ney Fialkow gravou com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre o “Diálogo para Piano e Orquestra” de Bruno Kiefer, além de obras de Flávio Oliveira e Luciano Zanatta. Em 2010 participou como solista da estréia da obra “Mahavidyas” de Vagner Cunha e do CD da versão integral da obra lançado em 2010, obtendo o Prêmio Açorianos junto com a pianista Cristina Capparelli na categoria de melhor intérprete.

Informações adicionais:
ou
no Programa de Extensão do DEMUS
Instituto de Artes
Rua Senhor dos Passos, 248, sala 62
Centro – Porto Alegre/RS

IV Encontro Internacional de Contrabaixistas – Milton Romay Masciadri
IV EIC – MRM – 2013
www.ufrgs.br/iveic-mrm

SEGUNDO RECITAL

03 de Maio de 2013
Sexta-feira, 20:00h

Auditorium Tasso Corrêa Instituto de Artes da UFRGS
Rua Senhor dos Passos, 248 – Centro POA/RS – BRASIL

PROGRAMA

J. M. Sperger (1750-1812)
Sonata em Sí Menor (T36)
Allegro Moderato
Adagio Cantabile
Allegro

F. A. Hoffmeister (1754-1812)
Concerto no. 1 em Ré Maior
Allegro
Adagio
Finale – Allegro

George Amorim – Violone
André Loss – Cravo

pausa

Francisco Mignone (1897 – 1986)
Trranscrição de Fausto Borém
Valsa Declamada (1981)

Lino José Nunes (? – 1847)
Edição de Fausto Borém
Lições No 4 e 5 para Contrabaixo (1830)

Fausto Borém (1960 – )
Prelúdio para Contrabajeando (2009)

Astor Piazzolla (1921 -1992)
Arranjo de Fausto Borém
Contrabajeando (década de 1950)

Fausto Borém (1960 – )
Não Atire o Pau no Gato
(Excertos – 2012)

Fausto Borém – Contrabaixo
André Loss – Piano

SOBRE OS CONTRABAIXISTAS

GEORGE AMORIM
É Professor de contrabaixo na Universidade do Texas Pan-American desde 2006 e foi assistente do grande solista e pedagogo Jeff Bradetich por três anos na Universidade of North Texas onde recebeu o título de Doctor of Musical Arts em Contrabaixo. George concluiu Mestrado na Baylor University e no Brasil estudou na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e na Universidade Federal de Pernambuco. Dr. Amorim também frequentou diversos cursos de aperfeiçoamento e masterclasses com Franco Petracchi, Michael Wolf, François Rabbath, Ed Barker e David Sinclair, entre outros. George dedica-se também à performance do violone barroco e vienense. Dr. Amorim têm apresentado recitais e masterclasses nos Estados Unidos, Canadá, América Central e Europa, e recentemente apresentou masterclasses em Curitiba, Florianópolis e Belém. Além de ter artigos publicados na revistas Bass World e Strings, em 2011, Dr. Amorim teve o seu trabalho de pesquisa sobre o contrabaixista e compositor espanhol Pedro Valls publicado pela Lambert Editorial. George apresenta-se também como palestrante e solista em várias conferências e convenções nos Estados Unidos, como a Convenção dos Educadores Musicais do Texas, em San Antonio, a Convenção da Sociedade Internacional de Contrabaixistas e o Festival de Contrabaixo de Chicago. No Brasil, George foi membro das Orquestras Sinfônica do Paraná, Orquestra de Câmara da PUC-PR e Sinfônica do Recife. Atualmente é membro da Orquestra Sinfônica de Corpus Christi, no Texas, e, desde 2003, é membro da Orquestra do Festival de Música a Santo Domingo, regida por Phillip Entremont. Dr. Amorim foi finalista no Prêmio Jovens Talentos do Paraná e do Concurso Jovens Solistas em Londrina, em 1999. Como membro do Quinteto Zenamon, recebeu primeiro prêmio no Concurso Internacional de Música de Câmara Honorina Barra e o primeiro prêmio no Festival de Música de Câmara de Curitiba, também em 1999. Dr. Amorim fundou e dirige o ¡Viva el Bajo!, uma organização que promove o ensino do contrabaixo e ajuda a inspirar e orientar jovens músicos em seus estudos. George leciona e se apresenta em vários festivais, como o Pan American Music Festival, o Traveling Notes Cultural Exchange – programa para jovens músicos, Festival de Música de Abilene e, desde julho de 2011, o Pan American Double Bass Institute.

FAUSTO BORÉM
Foi o primeiro brasileiro a receber o Doutorado em Contrabaixo Acústico. Estudou e ensinou nos Estados Unidos (University of Iowa, University of Georgia) e hoje é Professor Titular da Universidade Federal de Minas Gerais, onde criou o Mestrado em Música e a revista Per Musi. Como contrabaixista, compositor e arranjador, tem representado o Brasil nos principais eventos internacionais do contrabaixo acústico (Berlim, Edimburgo, Paris, Avignon, Londres, Sherborne, Houston, São Francisco, Indianápolis, Bloomington, Oklahoma City, Kalamazoo, Iowa City, Interlochen). Como solista, recebeu o Io Prêmio no Jan Fowler Cross Scholarship Competition (EUA, 1991) e o 1o Prêmio no Concurso para Solistas do Teatro Mvnicipal de São Paulo (1997). Na música popular, atuou com Henry Mancini, Bill Mays, Kristin Korb, Egberto Gismonti, Hermeto Pascoal, Grupo UAKTI, Toninho Horta, Juarez Moreira, Tavinho Moura, Roberto Corrêa e Túlio Mourão. Foi Primeiro Contrabaixista do Teatro Mvnicipal de São Paulo (1996-1997) e da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (1985-1989). Na música erudita acompanhou músicos como Yo-Yo Ma, Midori, Menahen Pressler, Fábio Mechetti, Isaac Karabitchevsky, Yoel Levi, Arnaldo Cohen e Luis Otávio Santos. Fundou e dirige o grupo Musa Brasilis, que combina música erudita com jazz e música brasileira. Sua música Didática de uma Invenção para voz, contrabaixo e piano foi premiada com o 3o Lugar no Concurso Nacional de Composição para Contrabaixo e foi apresentada na Bienal de Música Contemporânea de 2005. Na abertura do 11° Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosisio estreou suas Variações sobre Wave de Tom Jobim para contrabaixo e piano. Sua obra Não Atire o Pau no Gato para contrabaixo solista, narrador e orquestra foi encomendada pelo Maestro Fábio Mechetti e estreada nos Concertos Didáticos da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

SOBRE O PIANISTA/CRAVISTA

ANDRÉ LOSS
André Loss tem atuado como solista e camerista em turnês pela América do Sul e pela América do Norte. Realizou sua formação musical e acadêmica no Brasil e nos Estados Unidos, onde obteve o seu Doutorado em Execução Musical em Piano no College Conservatory of Music em Cincinnati, OH. André Loss tocou com importantes orquestras no Brasil, ganhou vários prêmios no país, e participou do 10o Concurso Internacional de Piano Robert Casadesus, em Cleveland, OH. Recebeu o Prêmio Açorianos de melhor CD de música erudita da cidade de Porto Alegre por um CD em parceria com a soprano Adriana Zignani com obras de Schubert e Schumann. Em sua última tournê recebeu grande aclamação pública pela execução integral dos Estudos Transcendentais de Liszt. Esteve recentemente na Eastern Illinois University como professor visitante e acompanhou artistas de renome como Franco Petracchi e Milton Masciadri no Simpósio de Contrabaixistas da Universidade da Geórgia (EUA). André Loss é professor de Piano e Literatura Pianística na UFRGS.

Informações adicionais:  
ou
no Programa de Extensão do DEMUS
Instituto de Artes
Rua Senhor dos Passos, 248, sala 62
Centro – Porto Alegre/RS

IV Encontro Internacional de Contrabaixistas – Milton Romay Masciadri
IV EIC – MRM – 2013
www.ufrgs.br/iveic-mrm

RECITAL DE ABERTURA

02 de Maio de 2013
Quinta-feira, 20:00h

Auditorium Tasso Corrêa Instituto de Artes da UFRGS
Rua Senhor dos Passos, 248 – Centro POA/RS – BRASIL

PROGRAMA:

Nino Rota (1911 – 1979)
Divertimento Concertante per Contrabasso e Orchestra (Redução para Piano)
I – Allegro maestoso
II – Marcia allegramente
III – Andante
IV – Allegro marcato

Alexandre Ritter – Contrabaixo
André Loss – Piano

Giovanni Bottesini (1821 – 1889)
Gran Duetto No. 1 em Sol Maior para dois Contrabaixos
I – Allegro
II– Andante
III – Polacca

Maria Helena Salomão – Contrabaixo 1
Alexandre Ritter – Contrabaixo 2

Georges Bizet (1838 – 1875)
Transcrição de Bernard Salles
Carmen-fantaisie (extraits de l’opéra-comique)
I – Prélude
II – Aragonaise
III – Intermezzo
IV – Les Dragons d’Alcala
V – Les Toréadors

Maria Helena Salomão – Contrabaixo 1
George Amorim – Contrabaixo 2
Walter Schinke – Contrabaixo 3
Fausto Borém – Contrabaixo 4

SOBRE OS CONTRABAIXISTAS

MARIA HELENA SALOMÃO
Iniciou seus estudos de contrabaixo na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, e em seguida passou a estudar com a Professora Valery Albright em São Paulo. Aperfeiçoou-se em cursos e simpósios com professores como Ludwig Streicher, Francesco Petracchi, Jeff Bradetich, e Milton Masciadri entre outros. Atuou como professora de contrabaixo em festivais e oficinas de música em Londrina, Cascavel, Florianópolis e Itajaí, além de ministrar master class em Belém e Porto Alegre, além de participar como recitalista e debatedora no V EINCO em Goiânia em 2000. Integrante da Orquestra Sinfônica do Paraná desde 1985, atua como primeiro contrabaixo neste grupo há 15 anos. Pós-graduada pela EMBAP, obteve o título de “Especialista em Música de Câmara” conseguindo nota máxima na monografia “Diferenças técnicas na execução do contrabaixo do barroco ao moderno” e atualmente ocupa o cargo de professora de contrabaixo na referida escola.

WALTER SCHINKE
Walter é natural de Estrela-RS, e iniciou seus estudos de contrabaixo na Escola de Música da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre – OSPA. Formou-se Bacharel em Música/Contrabaixo, na Universidade Federal da Paraíba em 1984. Fez especialização na Alemanha (Escola Superior de Música de Würzburg) em 1985/86. Toca em orquestra sinfônica desde 1981. Inicialmente na Orquestra Sinfônica da Paraíba – OSPB, e desde 1990, na OSPA. Atualmente integra o quadro efetivo da OSPA, onde exerce a função de Chefe de Naipe, função que se efetivou após a aposentadoria do Prof. Milton R. Masciadri em 2001. Além disso, tem ampla experiência tocando em orquestras de câmara, como na Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro – OCTSP, e desde 1996 executando a função de Chefe de Naipe na Orquestra de Câmara da ULBRA.

GEORGE AMORIM
Dr. George Amorim é Professor de contrabaixo na Universidade do Texas Pan-American. Dr. Amorim recebeu o título de Doctor of Musical Arts em Contrabaixo da University of North Texas e Mestrado da Baylor University. No Brasil, estudou na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e na Universidade Federal de Pernambuco. Dr. Amorim
também aperfeiçoou-se com Franco Petracchi e David Sinclair, entre outros. George dedica-se também à performance do violone barroco e vienense. Dr. Amorim fundou e dirige o ¡Viva el Bajo!, uma organização que promove o ensino do contrabaixo e ajuda a inspirar e orientar jovens músicos em seus estudos.

FAUSTO BORÉM
Fausto Borém é Professor Titular na UFMG. Mestre, Doutor e Pós-Doutor em Contrabaixo, recebeu
diversos prêmios como solista, professor, compositor e teórico no Brasil e nos EUA. Pesquisador do CNPq desde 1994, publicou um livro, capítulos de livro e dezenas de artigos e partituras originais e transcritas de contrabaixo. Criou o Mestrado e Música na UFMG e a Revista Per Musi, considerada a mais qualificada do Brasil. Tem representado o Brasil nas convenções mundiais de contrabaixo desde o início da década de 1980. Foi Primeiro Contrabaixista do Teatro Municipal de São Paulo e da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. Criou e dirige o Grupo Musa Brasilis que faz música crossover (erudito + popular).

ALEXANDRE RITTER
Alexandre é professor de contrabaixo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS desde 2000. Alexandre recebeu ambos os títulos de Doutor (DMA) e Bacharel (BMA) em Performance pela The University of Georgia – UGA. Sua formação musical e acadêmica também inclui um ano de mestrado em Performance de Contrabaixo na University of British Columbia (Canadá). Alexandre já participou de importantes cursos de música, como na renomada Academia Musicale Chiggiana (com Diploma di Mérito), em Siena, no Campus Internazionale di Musica, em Sermoneta, ambos na Itália, bem como no Banff Orchestral Program no Canadá. Além das áreas de pesquisa e ensino, Alexandre tem um constante interesse em fomentar e difundir novo repertório camerístico e solístico de música clássica para contrabaixo, através de recitais no âmbito nacional Brasileiro.

SOBRE O PIANISTA

ANDRÉ LOSS
André Loss tem atuado como solista e camerista em turnês pela América do Sul e pela América do Norte. Realizou sua formação musical e acadêmica no Brasil e nos Estados Unidos, onde obteve o seu Doutorado em Execução Musical em Piano no College Conservatory of Music em Cincinnati, OH. André Loss tocou com importantes orquestras no Brasil, ganhou vários prêmios no país, e participou do 10o Concurso Internacional de Piano Robert Casadesus, em Cleveland, OH. Recebeu o Prêmio Açorianos de melhor CD de música erudita da cidade de Porto Alegre por um CD em parceria com a soprano Adriana Zignani com obras de Schubert e Schumann. Em sua última tournê recebeu grande aclamação pública pela execução integral dos Estudos Transcendentais de Liszt. Esteve recentemente na Eastern Illinois University como professor visitante e acompanhou artistas de renome como Franco Petracchi e Milton Masciadri no Simpósio de Contrabaixistas da Universidade da Geórgia (EUA). André Loss é professor de Piano e Literatura Pianística na UFRGS.

Informações adicionais:  
ou
no Programa de Extensão do DEMUS
Instituto de Artes
Rua Senhor dos Passos, 248, sala 62
Centro – Porto Alegre/RS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blog da Voila Marques © 2011 Todos os direitos reservados - Com tecnologia WordPress & Web Design Company
[ Início ]