IV Encontro Internacional de Contrabaixistas – Milton Romay Masciadri
IV EIC – MRM – 2013
www.ufrgs.br/iveic-mrm

RECITAL DE ENCERRAMENTO

04 de Maio de 2013
Sábado, 20:00h

Auditorium Tasso Corrêa Instituto de Artes da UFRGS
Rua Senhor dos Passos, 248 – Centro POA/RS – BRASIL

O recital será público e gratuito

PROGRAMA

J. C. Bach (1735 – 1782)
Concerto em Sol menor
Allegro
Adagio
Allegro

Thomas Oboe Lee (1945 – )
Toccata
Estreia Mundial

Manning Sherman (1902-1974)
Arranjo de Don Thompson (1940)
A Nightingale Sang in Berkeley Square
Estreia Mundial

R. Schumann (1810 – 1856)
Adagio e Allegro

Joel Quarrington – Contrabaixo
Ney Fialkow – Piano

SOBRE OS MÚSICOS

JOEL QUARRINGTON
Considerando o recital de estréia de Joel Quarrington para a International Society of Bassists-ISB (Sociedade Internacional de Baixistas) na convenção em Oklahoma City em junho de 2007, a revista Britânica Double Bassist, comenta: “o seu desempenho foi fascinante – sua marca registrada do estilo bel canto trouxe uma qualidade transcendental para Elegy em Ré de Bottesini… articulação impecável, uma rica paleta de tons, um controle absoluto, e uma clareza cristalina.” Comentários como este têm confirmado sua reputação como um dos mais importantes contrabaixistas da atualidade, e de fato em maio de 2011 Joel foi homenageado pela ISB com o prêmio “Special Recognition Award for Solo Performance.”Nascido em Toronto, Joel Quarrington iniciou os seus estudos formais de contrabaixo quando tinha treze anos. Estudos posteriores o levaram para a Itália e Áustria. Além de desfrutar de uma carreira equilibrada cheia de ensino, música de câmara, bem como todas as suas atividades de solista por mais de trinta anos, Joel tem trabalhado como o Chefe de Naipe dos contrabaixos na Canadian Opera Company, na Toronto Symphony Orchestra e na National Arts Centre Orchestra em Ottawa. Desde Novembro de 2009 ele tem tido a honra de liderar a seção dos contrabaixos da grande London Symphony Orchestra, e tem sido Chefe de Naipe convidado em concertos com seus principais regentes como, Colin Davis, Michael Tilson-Thomas, Daniel Harding e Valery Gergiev. Joel fez várias gravações solo e sua mais recente, “Garden Scene,” prevaleceu sobre todas as versões de clássicos no Canadá para ganhar o Juno Award 2010 de Melhor Gravação Clássica em abril de 2010. Disponível pela Analekta, inclui músicas de Korngold, Gliere, Weinberg, J.C. Bach, e Bottesini. Ele toca em um contrabaixo italiano feito em 1630 pelo mestre italiano, Paolo Santo Maggini , Joel é um defensor entusiasta da prática histórica de afinação do contrabaixo em quintas (CGDA, uma oitava abaixo do que o violoncelo) ao invés da habitual afinação em quartas. Ele acredita que a afinação em quintas leva a um desempenho mais claro e mais preciso em todas as regiões do contrabaixo, bem como maior riqueza tonal.

NEY FIALKOW
Pianista gaúcho, natural de São Leopoldo, iniciou seus estudos de piano aos 6 anos de idade com Anita de Negri e Telmo Locatelli, realizando seu primeiro recital aos 10 anos de idade sob a orientação de Zuleika Rosa Guedes. Premiado em diversos concursos, destacando-se o cobiçado título de melhor pianista do VII Prêmio Eldorado de Música em São Paulo. Obteve o título de Doutor em Música pelo Peabody Conservatory da Johns Hopkins University, em Baltimore, onde foi assistente da célebre pianista Ann Schein, discípula de Artur Rubinstein. Nesta instituição foi agraciado com o premio Frances Turner por destaque em performance de piano. Cursou Mestrado em Piano com distinção no New England Conservatory Boston, com Patricia Zander. De volta ao Brasil tem conciliado movimentada carreira de solista e camerista com a atividade de professor do Instituto de Artes da UFRGS. Tem atuado em recitais com instrumentistas de renome nacional e internacional tais como, o violinista Cármelo de los Santos, o violoncelista Antonio del Claro, o violista Csaba Erdely (Hungria). Convidado freqüente como jurado de importantes concursos de piano no país e para ministrar cursos de interpretação pianística em diversos festivais de Música, apresentou uma série de recitais e masterclasses na França a convite de diversos Conservatórios de Música daquele país. Ney Fialkow gravou com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre o “Diálogo para Piano e Orquestra” de Bruno Kiefer, além de obras de Flávio Oliveira e Luciano Zanatta. Em 2010 participou como solista da estréia da obra “Mahavidyas” de Vagner Cunha e do CD da versão integral da obra lançado em 2010, obtendo o Prêmio Açorianos junto com a pianista Cristina Capparelli na categoria de melhor intérprete.

Informações adicionais:
ou
no Programa de Extensão do DEMUS
Instituto de Artes
Rua Senhor dos Passos, 248, sala 62
Centro – Porto Alegre/RS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

« »